29 de mai de 2009

Cidades disputam vaga para ser sede da Copa 2014


A Copa do Mundo de 2014 no Brasil terá uma etapa decisiva no domingo, quando a Fifa anuncia as 12 cidades vencedoras entre as 17 interessadas em receber partidas do Mundial, o segundo no país.

Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Belo Horizonte, Porto Alegre e Brasília certamente estarão na lista a ser anunciada pelo presidente da Fifa, Joseph Blatter, nas Bahamas.

Salvo uma grande surpresa, a disputa pelas outras subsedes será regionalizada, uma vez que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pediu à Fifa que leve o Mundial a todas as regiões do país.


Campo Grande e Cuiabá disputam para ser a subsede do Pantanal; Manaus, Belém e Rio Branco estão na briga pela subsede da Amazônia; Florianópolis e Curitiba querem ser a segunda cidade do Sul ao lado de Porto Alegre; Fortaleza, Natal e Recife tentam se unir a Salvador no Nordeste, enquanto Goiânia teria o prejuízo de ser perto demais da capital Brasília.
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva já afirmou repetidas vezes que aguarda apenas a definição das cidades para iniciar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Copa do Mundo, que destinará bilhões de reais em recursos para a infraestrutura.
A seguir, um breve resumo das 17 cidades concorrentes, seus estádios propostos para o Mundial de 2014 e seus principais times de futebol.
* RIO DE JANEIRO
População: 6 milhões. O Rio fez campanha para ser palco da final da Copa do Mundo de 2014. Sede da decisão da Copa de 1950, a única realizada no país até agora, a cidade tem um grande apelo esportivo. Foi sede dos Jogos Pan-Americanos de 2007, e também está entre as quatro finalistas na disputa para sediar a Olimpíada de 2016.
ESTÁDIO DE 2014: Maracanã. O ex-maior estádio do mundo precisará passar por novas reformas para se adequar ao padrão da Fifa. As obras estão previstas para começar ainda este ano. A capacidade atual, após as obras para o Pan-2007, é de 92.000 torcedores sentados.
TIMES: Quatro clubes dividem a preferência do torcedor carioca, sendo o Flamengo o de maior torcida. O "rubro-negro" é cinco vezes campeão brasileiro e conquistou em 2009 seu 31o título estadual, um a mais que o Fluminense. Vasco e Botafogo são as outras potências esportivas da cidade. Juntos, o quarteto Vasco, "Fla", "Flu" e "Bota" soma 11 títulos brasileiros desde o primeiro campeonato, em 1971.
Além do Maracanã, palco de todos os clássicos da cidade, o Rio tem outros dois estádios importantes: São Januário, do Vasco, com capacidade para 18 mil torcedores, e o novíssimo Engenhão, para 45 mil torcedores, que foi construído pela prefeitura para o Pan-2007 e depois alugado para o Botafogo.
* SÃO PAULO
População: 11 milhões. Centro financeiro do país, São Paulo recebe brasileiros e estrangeiros que trabalham e vivem na cidade. Tem uma variedade enorme de restaurantes e hotéis, e é um pólo cultural. É candidata a receber o jogo de abertura da Copa. É a cidade mais populosa do país.
ESTÁDIO DE 2014: Morumbi, construído em 1960, será totalmente reformulado para o Mundial e terá capacidade para cerca de 69 mil torcedores.
TIMES: Corinthians, São Paulo e Palmeiras dividem as atenções dos torcedores na cidade, que tem também a Portuguesa. O Santos, da cidade litorânea de mesmo nome, possui muitos fãs na capital paulista. Conhecido como 'trio de ferro', os três primeiros somam 14 títulos brasileiros. O Corinthians, o mais popular, é o primeiro campeão do Mundial da Fifa; o São Paulo é tricampeão mundial e o Palmeiras possui uma Libertadores.
* BELO HORIZONTE
População: 2,4 milhões. Seu parque produtivo é um dos cinco maiores da América do Sul, com destaque para a indústria automobilística e de autopeças, siderurgia, eletroeletrônica e construção civil.
ESTÁDIO DE 2014: Mineirão, que será remodelado. Dentre as obras necessárias para a modernização estão o rebaixamento do gramado e extinção da "geral", aumento da capacidade dos setores de imprensa e aumento do número de vagas no estacionamento.
TIMES: Atlético Mineiro e Cruzeiro protagonizam um duelo de muita rivalidade. O Galo é o primeiro campeão brasileiro, em 1971, enquanto a Raposa tem dois títulos de Libertadores: 1976 e 1997.
* PORTO ALEGRE
População: 1,4 milhão. É considerada uma das cidades com melhor qualidade de vida no Brasil. Seus indicadores são favoráveis nos principais índices de desenvolvimento humano: saúde, saneamento básico, educação, meio ambiente e economia.
ESTÁDIO DE 2014: Beira-Rio, que será modernizado e terá a capacidade para cerca de 60 mil torcedores.
TIMES: Possui dois clubes tradicionais e centenários: o Grêmio e o Internacional. Ambos já conquistaram títulos da Copa Libertadores e do Mundial. O primeiro é campeão brasileiro por duas vezes e o segundo é tricampeão.
* CURITIBA
População: 1,8 milhão. É uma das cidades mais desenvolvidas do país, com altos índices de educação.
ESTÁDIO DE 2014: Kyocera Arena, que será reformado e terá sua capacidade aumentada de 25.415 para 41.293 pessoas. As obras de ampliação começaram em 2008 e a previsão para conclusão é em 2011.
TIMES: Atlético Paranaense, Coritiba e Paraná Clube são os clubes mais importantes da cidade, aparecendo cada vez mais no cenário nacional.
* FLORIANÓPOLIS
População: 450 mil. Florianópolis é uma cidade turística e aposta em seus atrativos como praias, ecoturismo, estrutura hoteleira e gastronômica, além da segurança. A cidade tem os menores índices de criminalidade entre as capitais brasileiras.
ESTÁDIO DE 2014: Arena Florianópolis, a ser construído com iniciativa privada no local onde hoje é o Orlando Scarpelli, com capacidade para 41.700 mil pessoas. A construção está prevista para ser iniciada em janeiro de 2010.
TIMES: os principais são o Avaí, recém-promovido à primeira divisão do Campeonato Brasileiro, e o Figueirense, que caiu no ano passado para a Série B.
* BRASÍLIA
População: 200 mil. Capital do país, Brasília é uma cidade planejada e em 1987 foi tombada pela Unesco como patrimônio histórico e cultural da humanidade.
ESTÁDIO DE 2014: Mané Garrincha, que será reformado e terá sua capacidade aumentada de 60 mil para cerca de 76 mil pessoas.
TIMES: Gama e Brasiliense têm pouca tradição no cenário nacional. Em 2002, o Brasiliense chegou a ser vice-campeão da Copa do Brasil.
* GOIÂNIA
População: 1,2 milhão. Substituiu em 1933 a antiga capital, Cidade de Goiás. Distante 200 quilômetros de Brasília, Goiânia disputa uma das vagas com a favorita capital federal. A cidade foi tombada em 2003 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) por suas construções em estilo art déco das décadas de 1940 e 50.
ESTÁDIO DE 2014: Serra Dourada. A arena foi construída em 1975 e sofreu uma pequena reforma em 2005. Hoje tem a capacidade de receber 50 mil pagantes e é o maior e mais conhecido da cidade. Possui um estacionamento com 10 mil vagas, cujo número cairá para 6 mil com o projeto de reforma para o Mundial.
TIMES: Os times mais importantes sediados na cidade fazem tímida campanha nos campeonatos nacionais. O Vila Nova, Atlético Goianiense -- vencedor da série C no ano passado -- e o Goiânia estão hoje na segunda divisão. O Goiás é o único clube de futebol da capital que se encontra na primeira divisão do Campeonato Brasileiro.
* SALVADOR
População: 2,8 milhões. Primeira capital do Brasil, é a maior cidade da Região Nordeste e um dos principais destinos turísticos do país. Fundada em 1549 após desembarque da armada portuguesa, a cidade foi a capital brasileira até 1763 e recebeu Dom João e a corte portuguesa em 1808 quando estes fugiram das investidas de Napoleão na Europa.
ESTÁDIO DE 2014: Fonte Nova. O estádio do Bahia, interditado desde a queda de parte da arquibancada em 2007 que resultou na morte de oito pessoas, será totalmente reformado caso a cidade seja escolhida. A nova capacidade será de 55 mil torcedores. As obras não foram iniciadas, e a previsão de conclusão é 2012.
TIMES: Bahia e Vitória são os times que dominam o futebol da Bahia, apesar de apenas o Vitória estar atualmente na 1a divisão do Campeonato Brasileiro. Campeão nacional em 1988, o Bahia está atualmente na Série B, tendo inclusive passado pela 3a divisão. O Vitória, vice-campeão brasileiro em 1993, tem 25 títulos estaduais, ante 43 do Bahia.
* RECIFE
População: 1,5 milhão. Localizada entre outras duas cidades que podem receber jogos do Mundial de 2014: Salvador e Fortaleza. Também situada no litoral do Nordeste, tem no turismo a força de sua economia.
ESTÁDIO DE 2014: Cidade da Copa. O novo estádio, cujas obras ainda não foram iniciadas, tem capacidade prevista para 45.500 pessoas e previsão de conclusão para 2011.
TIMES: Sport e Náutico fazem de Pernambuco o único Estado do Nordeste com dois representantes na 1a divisão do Campeonato Brasileiro. Os dois dividem ainda uma grande rivalidade regional com Santa Cruz, que atualmente está na Série D. O Sport é o campeão brasileiro de 1987 reconhecido pela CBF -- apesar de o Flamengo ter vencido o torneio nacional com os principais times do país. Nas conquistas estaduais, o Sport lidera com 38, ante 24 do Santa Cruz e 21 do Náutico.
* NATAL
População: 800 mil habitantes. A capital do Rio Grande do Norte é mais uma a apostar em seu atrativo turístico -- principalmente as praias -- para convencer a Fifa a escolhê-la para ser uma das 12 subsedes da Copa do Mundo. Natal alega ser a capital nordestina com melhor infraestrutura hoteleira, com cerca de 22.000 quartos já prontos.
ESTÁDIO DE 2014: Arena das Dunas. Com capacidade para 45 mil torcedores, o novo estádio seria erguido sobre o atual Machadão, de propriedade da prefeitura. Para o projeto, Natal contratou um escritório de arquitetura internacional especializado na construção de arenas esportivas nos EUA e na Inglaterra, incluindo a recente reforma de Wembley e o Emirates Stadium, do Arsenal. As obras só serão iniciadas se a cidade for escolhida. A previsão de conclusão é 2012.
TIMES: O América é o time de Natal de maior sucesso no cenário nacional, tendo disputado a 1a divisão do Campeonato Brasileiro pela última vez em 2007. O ABC é o maior campeão do RN, com 49 conquistas, ante 32 do América. Atualmente as duas equipes disputam a Série B do Brasileiro.
* FORTALEZA
População: 2,4 milhões de habitantes. A campanha de Fortaleza para ser escolhida uma das 12 subsedes da Copa de 2014 defende a localização geográfica privilegiada da capital cearense, a 6h30 da Europa e dos EUA e a 4h30 da África, de acordo com os organizadores. Assim como as outras capitais nordestinas, é um importante destino turístico tanto para brasileiros como para estrangeiros.
ESTÁDIO DE 2014: Castelão. 60 mil pessoas. Construído em 1973, o estádio passou por reformas em 1980 e 2000. Segundo os organizadores da campanha da cidade, o Castelão atende 81 por cento das recomendações da Fifa e seriam necessários 42 milhões de reais para adequá-lo completamente às exigências para o Mundial.
TIMES: Fortaleza e Ceará, arquirivais que dividem a torcida da cidade, estão atualmente na Série B do Campeonato Brasileiro, e têm tradição de levar bons públicos a seus jogos. Na disputa estadual, há um enorme equilíbrio: 39 títulos para o alvinegro Ceará e 38 para o tricolor Fortaleza.
* CAMPO GRANDE
População: 1 milhão. Disputa com Cuiabá para ser uma das prováveis subsedes do Pantanal no Mundial. O Estado de Mato Grosso do Sul, na região Centro-Oeste, do qual a cidade é a capital, faz fronteira com Bolívia e Paraguai. A questão ambiental, em especial o Pantanal, é o ponto principal da campanha de Campo Grande.
ESTADIO DE 2014: Morenão. O estádio universitário, que fica a 8 quilômetros do aeroporto, precisará passar por uma grande modernização se a cidade for escolhida pela Fifa. A capacidade ficará em 44.355 mil torcedores. A cidade firmou parceira com uma empresa portuguesa que fez alguns estádios da Eurocopa de 2004 para a reforma, que tem custo estimado de 500 milhões de reais.
TIMES: Operário, Cene e Comercial são os maiores clubes da cidade, mas têm pouca representação nacional. As equipes disputam um prolongado campeonato estadual, uma vez que não estão classificadas para disputarem nenhuma das 3 primeiras divisões do Campeonato Brasileiro.
* CUIABÁ
População: 500 mil. Disputa uma das vagas destinadas à região do Pantanal. O carro-chefe da campanha de Cuiabá por uma das vagas para a Copa de 2014 é a natureza do Estado, que conta com quatro ecossistemas: Pantanal, Cerrado, o Vale do Araguaia e a Amazônia.
ESTÁDIO DE 2014: José Fragelli - Verdão. Construído em 1974, o estádio mais conhecido como Verdão, possui um projeto para que seja totalmente remodelado até 2012. A capacidade atual é de 40 mil pessoas e, com a reforma, passará para 48 mil pessoas. Estima-se que a reforma custará 350 milhões de reais.
TIMES: O clube com atividade mais intensa da capital é o Mixto. Rebaixado para a terceira divisão em 2008, o time é o mais popular da cidade. Este ano disputou a Copa do Brasil, por ter sido vencedor no campeonato estadual, mas foi eliminado na primeira fase da competição.
* RIO BRANCO
População: 290 mil. Aposta numa candidatura verde para a Copa de 2014. Outro argumento da capital é a boa localização do Estado, que faz fronteira com a Bolívia e o Peru e ainda se localiza no centro da pan-Amazônia. Até o início do século 20, todo o território do Acre pertencia à Bolívia. Em 1903 o país vizinho vendeu as terras para o Brasil.
ESTÁDIO PARA 2014: Arena da Floresta. Inaugurado em 2006, tem capacidade atual de 14 mil pessoas e será expandido para 42 mil em caso de a cidade receber jogos da Copa. De acordo com o governo estadual, a primeira etapa do estádio já está concluída seguindo os padrões da Fifa.
TIMES: O homônimo Rio Branco é o time de maior expressão da capital. Venceu o último campeonato estadual e por consequência participou da edição deste ano da Copa do Brasil. Mas amarga a terceira divisão do Campeonato Brasileiro. A capital ainda abarca mais quatro times: Atlético Acreano, Independência, Juventus e Vasco da Gama.
* MANAUS
População: 1,6 milhão. É bastante conhecida pelo ecoturimo amazônico. Manaus possui o 7o maior PIB do país e concentra boa parte das atividades econômicas do Estado. Manaus também faz campanha para uma das vagas para a Copa com o enfoque na conservação ambiental e no ecoturismo. O Estado do Amazonas tem vantagem de fazer fronteira com a Venezuela, Peru e Colômbia, mas a preocupação ecológica é o principal argumento de campanha de uma das cidades mais antigas do país, fundada em 1832.
ESTÁDIO PARA 2014: Vivaldão. Reinaugurado em fevereiro de 2007 após reformas, hoje tem capacidade para 52 mil pessoas. Para a Copa do Mundo de 2014 será reformado e, com isso, comportará 60 mil pessoas. O projeto de expansão da arena tem custo estimado de 500 milhões de reais.
TIMES: Dos oito clubes amazonenses que constam no ranking de clubes da CBF, 6 são da capital: América Amazonense, Rio Negro, São Raimundo, Sulamérica, Nacional e Fast Club. Nenhum time de futebol do Amazonas vai além da série C do Campeonato Brasileiro.
* BELÉM
População: 1,4 milhão. A segunda maior cidade do Norte do país disputa diretamente com Manaus e Rio Branco para ser subsede da Copa de 2014. Como as concorrentes, a campanha da cidade para ser uma das sedes da copa apela para o ecoturismo. Grandes construções portuguesas dos séculos 17 e 18 estão bem preservadas na cidade. Possui o melhor Índice de Desenvolvimento Humano da região Norte.
ESTÁDIO PARA 2014: Estádio estadual jornalista Edgar Campos Proença. Mais conhecida como Mangueirão, a arena foi construída em 1971 e reinaugurada em 2002 após reforma. Hoje é o estádio da região Norte que comporta mais lugares, cerca de 43 mil. Precisa passar por reformas.
TIMES: Os times tradicionais e mais conhecidos da capital são o Paysandu e o Remo. O primeiro conseguiu se classificar para a série C do campeonato brasileiro deste ano, mas o Remo não.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou desta dica? Divulgue para seus amigos. Envie suas sugestões. Nos envie informações para melhorar ou ampliar esta dica. Esperamos sua participação.