22 de ago de 2009

O que é SaaS e WaaS?

Conheça o significado dessas siglas e descubra qual a importância delas para as atuais mudanças na internet.

Começando pelas explicações mais curtas e simples (porém que não querem dizer muita coisa): SaaS significa “Software as a Service” e WaaS “WLAN as a Service”, ou seja, “programa como serviço” e “WLAN como serviço”. “Serviço” aqui pode ser entendido como o produto ou trabalho oferecido por uma empresa, seja ele um programa ou uma conexão à internet.
SaaS
Os SaaS são, basicamente, sites utilizadores da Computação em Nuvens, pois oferecem serviços online, antes somente possíveis através de programas específicos, devidamente instalados em um computador. Em resumo: se um site oferece um serviço online, o qual poderia, facilmente, ser feito por um programa, ele é um SaaS.
Empresas de pequeno e médio porte acabam optando por distribuir seus programas via Computação em Nuvens, pois assim elas conseguem cortar muitos gastos relacionados à distribuição dos seus programas, como CDs e DVDs para gravá-los. Além disso, a chegada do produto ao mercado por demorar até três vezes menos e, ainda, possibilitar ao usuário o teste gratuito do serviço por determinado tempo (ou com recursos limitados).
Outra vantagem desse tipo de distribuição é o fato de ela aumentar a eficiência e a produtividade do desenvolvedor, assim como melhorar o atendimento ao cliente, facilitar atualizações e eliminar a incompatibilidade entre versões. No entanto, antes de uma empresa partir para o SaaS, é necessário que ela adéque o seu servidor para receber um fluxo grande de conexões, assim como melhorar sua segurança para evitar invasões.

Como exemplos de SaaS podemos citar: serviços do Google (como o Google Docs), o Photoshop.com da Adobe, o jogo Quake Live e conversores como o Free PDF Converter e Cellsea.
WaaS
Por sua vez, o WaaS ao invés de oferecer um programa, oferece uma conexão Wi-Fi como serviço. Isso pode ser explicado pelo seguinte: algum tempo atrás as empresas que instalavam pontos de conexão Wi-Fi deixavam toda a responsabilidade (gerenciamento e manutenção da rede) por conta do cliente. Ou seja, todo o trabalho de realizar configurações periódicas, saber se usuários estão desconectados, descobrir pontos de acesso fora do ar e evitar ataques à rede.
Porém, com o surgimento do WaaS, os clientes não precisam mais se preocupar, ou mesmo gastar, com manutenção de suas redes Wi-Fi. Isso porque, agora, algumas empresas que ofertam o serviço de instalação, também oferecem os itens citados acima, os quais antes eram preocupação exclusiva do cliente.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou desta dica? Divulgue para seus amigos. Envie suas sugestões. Nos envie informações para melhorar ou ampliar esta dica. Esperamos sua participação.